Isaura consegue adesão parlamentar para criação da Frente contra privatização da Eletrobras

 

 

isaura nova

 

Deputados de partidos distintos assinaram a proposta de constituição da Frente Parlamentar Goiana Contrária à Privatização de Furnas e da Eletrobras, apresentada pela deputada Isaura Lemos (PCdoB). O movimento, de caráter nacional, reúne diversos segmentos da sociedade civil para fazer frente ao projeto de iniciativa do governo federal, em tramitação na Câmara dos Deputados, que atinge o setor elétrico, considerado um dos mais estratégicos para o desenvolvimento do país.

Caberá à Frente liderar o debate em Goiás sobre a privatização do setor energético, por meio da realização de audiências públicas, proposições legislativas, dentre outras iniciativas capazes de levar ao conhecimento público as consequências de tal medida para a economia brasileira. Nesse sentido, pretendem ainda denunciar a propaganda patrocinada pelo próprio governo, contra a imagem da empresa, alegando que a estatal opera no vermelho, com prejuízos aos cofres públicos, como forma de criar um ambiente favorável ao processo de “desestatização”.

O que a Eletrobras representa

A adesão ao movimento contra a privatização da empresa cresce na medida em que sua atuação é conhecida. A Eletrobras é responsável por um terço da geração de energia no país e tem valor patrimonial avaliado em R$ 46,2 bilhões, com ativos que podem somar R$ 170 bilhões, de acordo com o Ministério de Minas e Energia. É considerada a maior empresa de energia elétrica da América Latina, presente em todos os Estados brasileiros, com 233 usinas.

A estatal possui empreendimentos de geração de energia hidrelétrica, termoelétrica, termonuclear, eólica e até mesmo solar. Metade das linhas de transmissão de tensões alta e extra-alta no território nacional pertence à Eletrobras. São mais de 70 mil km de linhas de transmissão. Em Goiás, a empresa opera através de Furnas, a segunda maior subsidiária do grupo. São cinco usinas hidrelétricas, entre elas, a de Serra da Mesa, que tem o maior reservatório do país, e sete subestações apenas no Estado.

Privatização sem debate

Na defesa que fez para a constituição da Frente Parlamentar Goiana, a deputada Isaura Lemos condenou a postura do governo de culpabilizar a empresa em detrimento dos interesses da Nação. “Uma medida de tamanho impacto não pode correr à revelia do povo brasileiro, é preciso que as informações sobre a empresa sejam fidedignas e transparentes”, enfatizou a parlamentar, que terá a missão de coordenar a Frente Parlamentar.

De acordo com os números apresentados na petição que embasou a criação da Frente Parlamentar, estima-se que a construção de um novo sistema Eletrobras custaria hoje cerca de 370 bilhões à União e demandaria dez anos de trabalho ininterrupto. “No entanto, o atual governo planeja a venda do controle acionário da companhia mediante arrecadação de menos de 5% deste montante, que totaliza um valor aproximado de 12 bilhões”, acrescentou Isaura Lemos.

Autor:
Data: maio 4th, 2018
Assunto:
Comentários e Pings estão fechados.

Comentários estão fechados.

Visite também
ÁLBUM COMPLETO >>Últimas Fotos
© 2015 Isaura Lemos - PCdoB. Todos os direitos reservados.