PCdoB lança Carta de Compromisso para as eleições de 2016

 
(Foto: Carlos Costa)

(Foto: Carlos Costa)

Por Isaura Lemos

Deputada estadual e presidenta estadual do PCdoB

 

Compromissos políticos estabelecidos com a sociedade nos dias de hoje, e outros que remontam à sua fundação, em 25 de março de 1922, estão resumidos na Carta de Compromisso do PCdoB, lançada pelo comitê central do partido, com o objetivo de fortalecer em seus candidatos ao pleito municipal de outubro os valores preconizados pela legenda, dentre eles, sua maior bandeira, que é a luta pela prevalência do Estado Democrático de Direito, em qualquer que seja o cenário político. Endereçada a todos os candidatos e candidatas que irão concorrer às eleições de 2016, a Carta expressa a preocupação com as propostas de campanha, com as ações que suas lideranças venham a estabelecer com as bases eleitorais e, ao fim e ao cabo, reitera sua posição firme em respeito à ética e à transparência na política.

A Carta de Compromisso do PCdoB é o ponto de partida de um processo de campanha, que visa assegurar que todos os candidatos estejam alinhados em discurso e se guiem pelos mesmos princípios que consolidaram a imagem do partido perante a opinião pública. Nesse sentido, a direção nacional orienta os parlamentares que fazem parte dos seus quadros, os pré-candidatos e a própria militância, a terem uma conduta ousada, que reflita o protagonismo político dos comunistas, notadamente em momentos de tensão da vida nacional, como os que nos rondam com a tomada do poder por grupos que afrontam a soberania popular, na tentativa de usurpar 54 milhões de votos conferidos à presidenta afastada, Dilma Rousseff. A unidade partidária nos ajuda a lidar de forma mais assertiva com situações que coloquem em risco os direitos, as conquistas e as aspirações da sociedade, particularmente dos trabalhadores e trabalhadoras.

O documento enfatiza que as eleições deste ano ocorrem no momento mais crítico que a jovem e ainda frágil democracia brasileira enfrenta desde o fim da ditadura militar. Por isso, vem em hora providencial, em que todos os brasileiros precisam estar irmanados, em que os interesses nacionais precisam estar acima de quaisquer outros. A Carta também resgata o papel original que dá sentido à existência dos próprios partidos, cuja função social é promover a interação entre os vários segmentos da sociedade organizada e o Estado. Recomenda e exige que os futuros detentores de mandato assumam o compromisso de manter relação de impessoalidade e de probidade no trato do bem público, buscando adotar uma política de portas abertas e uma linha programática transparente, quesitos tão reclamados pelos cidadãos e cidadãs que desejam o melhor para o seu país e para o povo.

Em um de seus primeiros parágrafos, orienta os candidatos a enfatizarem nas eleições municipais programas de governo claros e objetivos, que busquem atender a realidade concreta de cada cidade e que sejam vistos e contemplados sob uma perspectiva mais humana e com menos desigualdades sociais.

Intransigente na defesa da Constituição Federal e da justiça social, a Carta de Compromisso do PCdoB consolida sua atuação política institucional, baseada em valores altruístas e nos postulados da verdadeira cidadania. Por meio dela, o partido sela, com méritos, seus 94 anos de existência, completados em março, maduro e fortalecido em suas convicções, e jovem, muito jovem, pronto para renascer a cada novo desafio.

 

Procurar
Visite também
ÁLBUM COMPLETO >>Últimas Fotos
© 2015 Isaura Lemos - PCdoB. Todos os direitos reservados.