Deputada diz que Goiás vai na contramão dos interesses dos professores

 
(Foto: Marcos Kennedy)

(Foto: Marcos Kennedy)

Em discurso durante a sessão ordinária desta terça-feira, 10, a deputada Isaura Lemos, presidenta estadual do PCdoB em Goiás, disse que o governo do estado de Goiás está no caminho inverso dos interesses dos professores. Segundo ela, a visão de Estado deve prevalecer e ser diferente da visão de empresários.

A deputada usou como exemplo o estado do Maranhão, que, segundo ela, prioriza uma política de valorização dos professores, abrindo concurso com salário inicial de R$ 5 mil. “O Maranhão, que experimenta um índice de crescimento muito inferior ao de Goiás, está investindo no professor. Já nosso estado, no ano passado, propôs projeto para desmantelar o Plano de Cargos e Salários da categoria, e neste ano, há essa resistência em repassar a data-base”, afirmou.

Segundo a parlamentar, tudo se reduz à dificuldade do pagamento da folha do funcionalismo. “Será que o maior problema não é a desvalorização do servidor?”, questionou. “A crise é inegável. É mundial, nacional, estadual. Precisa ser enfrentada, mas não pode recair nos ombros dos trabalhadores”, defendeu.

Isaura Lemos aproveitou a ocasião para convidar os deputados e a sociedade para participar de audiência pública no próximo dia 25, Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher, na Assembleia Legislativa. Ela citou, com base em dados do Mapa da Violência 2015, colhidos pelo DataSus,  que o estado de Goiás ocupa o 3º lugar, dentre os entes federativos, em número de casos em que mulheres são vítimas de agressões. Das capitais, Goiânia é a 5ª em número de assassinatos de mulheres.

 

Autor:
Data: novembro 10th, 2015
Assunto: , , , ,
Comentários e Pings estão fechados.

Comentários estão fechados.

Visite também
ÁLBUM COMPLETO >>Últimas Fotos
© 2015 Isaura Lemos - PCdoB. Todos os direitos reservados.