Isaura Lemos participa do Fórum Nacional Permanente do PCdoB sobre a Emancipação da Mulher

 

Na mesa, (da esquerda para direita): Kelly Magalhães deputada estadual pela Bahia; o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo; a secretária nacional de Mulheres, Liége Rocha, a senadora Vanessa Grazziotin; a deputada estadual de Goiás, Isaura Lemos.

A deputada Isaura Lemos, presidenta estadual do PCdoB em Goiás, participou da abertura do Fórum Nacional Permanente do PCdoB sobre a Emancipação da Mulher, realizado pela secretaria nacional de Mulheres do Partido Comunista do Brasil, nos dias 5 e 6 de dezembro, em São Paulo. O fórum teve como objetivo ampliar a participação das comunistas nos espaços de debate, pesquisa e elaboração teórica sobre a temática da mulher. Lideranças de diversas regiões do país participaram.

Na sexta-feira, 5, a abertura do fórum teve como tema “As Eleições 2014 e as Perspectivas para o Brasil”. Na composição da mesa, o presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, a secretária nacional de Mulheres Liége Rocha, a senadora Vanessa Grazziotin, a deputada estadual de Goiás, Isaura Lemos e Kelly Magalhães, deputada estadual da Bahia.

Renato Rabelo falou sobre conjuntura nacional, citando os desafios a serem enfrentados no cenário econômico e a tentativa golpista de impeachment feita pela direita, encabeçada pela figura do candidato derrotado nas últimas eleições, Aécio Neves. “Eles procuram o tempo todo deslegitimar as ações do governo baseando-se em saídas jurídicas e possuem o respaldo da grande mídia e de setores da elite que tentam espalhar um clima caótico no país”.

O presidente do PCdoB também afirmou que é necessário explorar as contradições no seio da oposição, buscando um maior diálogo entre governo e movimentos sociais e uma maior concentração do campo da esquerda. “Precisamos da mobilização popular a nosso favor. É necessário nos unificarmos em torno de um único e grande projeto, apresentando a pauta da reforma política como o elemento prioritário de reinvindicação”.

Renato Rabelo ressaltou o papel das comunistas nos espaços de poder. “O Partido tem proporcionalmente uma concentração grande de mulheres no parlamento, lideranças aguerridas e comprometidas, que não têm medo de fazer o enfrentamento político.

Para a presidenta da União Brasileira de Mulheres (UBM), Lucia Rincon, é importante fazer o enfrentamento ideológico. “Estamos no caminho certo, estivemos 500 anos em desvantagem, precisamos garantir a continuação do projeto progressista iniciado em 2003. A UBM ocupa vários fóruns de participação política e vamos unificar a luta com todo o conjunto do movimento social para garantir que as pautas populares sejam atendidas”.

 

O fórum apresenta objetivos estratégicos para o avanço das políticas emancipacionistas das mulheres:

1- Estimular o debate sobre a questão da mulher no Partido.

2- Contribuir na aplicação da política de quadros do Partido com destaque para ações específicas de capacitação política e teórica, especialização e valorização do protagonismo das mulheres no partido.

3- Elevar a participação do PCdoB no debate teórico na sociedade sobre o feminismo e o emancipacionismo.

4- Fortalecer a ação política de massas da corrente emancipacionista.

5- Contribuir para a implementação de políticas públicas para mulheres.

6- Fortalecer a ação da Secretaria Nacional da Mulher e do Fórum Nacional Permanente.

7- Estimular a participação das mulheres no processo eleitoral de 2014.

 

(Com informações do Portal Vermelho)

 

Autor:
Data: dezembro 8th, 2014
Assunto: , , , ,
Você pode deixar um comentário, ou links de volta a partir do seu website.
Visite também
ÁLBUM COMPLETO >>Últimas Fotos
© 2015 Isaura Lemos - PCdoB. Todos os direitos reservados.